sexta-feira, 5 de novembro de 2010

JUDEUS CERCAM AS NAÇÕES?

No breve levantamente que vai se seguir, devemos nos atentar para o fato de como uma população pequena de judeus em nosso país tem SEMPRE imensa ocupação de variados postos de poder direto ou indireto. Vale ressaltar que não trata-se de uma particularidade brasileira, mas sim, um fato global.

SAMUEL FELDBERG
Doutor em Ciência Política pela USP e graduado em Ciência Política e História pela Universidade de Tel Aviv. Responsável pela área temática “Oriente Médio” do Grupo de Análise de Conjuntura Internacional da USP. Diretor do Laboratório de Estudos sobre a Intolerância da USP e professor de Relacões Internacionais da Faculdade Rio Branco.


02/06/2010 - 09h00
Samuel Feldberg: Bloqueio a Gaza é ação antiterrorismo
Thiago Chaves-Scarelli
Do UOL Notícias
Em São Paulo

A atuação de Israel contra a frota pode ser justificada como a manutenção de um bloqueio naval regular em Gaza, cujo objetivo é impedir que os terroristas da região tenham acesso a armas que seriam usadas contra civis israelenses, segundo a análise de Samuel Feldberg, membro do Grupo de Análise de Conjuntura Internacional da USP.
http://noticias.uol.com.br/especiais/ataque-frota-humanitaria/2010/06/02/samuel-feldberg-bloqueio-a-gaza-e-acao-antiterrorismo.jhtm

JORGE PAULO LEMANN
É um empresário brasileiro, o Segundo homem mais rico do país e 48º em todo o mundo.
Foi um dos controladores de empreendimentos como o Banco Garantia, vendido em 1998 ao Credit Suisse First Boston. É um dos controladores da ABInBev, a fabricante de cervejas e refrigerantes resultante da fusão entre Brahma e Antarctica e posteriormente fundida com a belga Interbrew, formando a segunda maior cervejaria do mundo. http://pt.wikipedia.org/wiki/Jorge_Paulo_Lemann

DOROTHÉA ATREINBRUCH
É a viúva de Mendel Steinbruch, co-fundador do Grupo Vicunha e figura na lista da revista Forbes como uma das pessoas mais ricas do mundo. É mãe de Benjamin Steinbruch. Recentemente Dorothéa Steinbruch foi anunciada como 160ª pessoa mais rica do mundo, teve sua fortuna triplicada de 2007 para 2008 com de crescimento de US$ 1,8 bilhão para US$ 6,1 bilhões.

Mãe de três filhos é dona da maior empresa de aço do Brasil, Companhia Siderúrgica Nacional (CSN).

Sua família também é dona do Grupo Vicunha que hoje tem fábricas até na Ásia e, também são proprietários do Banco Fibra que hoje tem ativos de US$ 5,7 bilhões.

Figura na lista de Judeus do Brasil publicada pela Wikipédia:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Categoria:Judeus_do_Brasil

ANDRE JORDAN
Judeu, nascido na Polónia, fugiu aos 11 anos com os pais para os Estados Unidos e na sua longa existência, já viveu no Brasil, Argentina, Venezuela, França e Portugal (onde ainda vive). Grande parte da sua família morreu em campos de concentração nazis e só na família directa, tem hoje 11 nacionalidades diferentes.

Foi o promotor responsável por alguns dos mais famosos projetos imobiliários e de lazer, tais como a Quinta do Lago, Vilamoura XXI e Belas Clube de Campo, em Portugal, e a segunda fase do La Manga Club, na Espanha.

http://www.jornaldenegocios.pt/index.php?template=SHOWNEWS&id=368505

Dono de grandes e milionários investimentos imobiliários no Brasil, Portugal e Espanha.

JAQUES WAGNER
É um político brasileiro, governador da Bahia.

Apesar de ter sido eleito deputado pela Bahia, Wagner nasceu no Rio de Janeiro. Ele é casado com Maria de Fátima Carneiro de Mendonça e tem três filhos. Judeu, ACREDITA-SE que também seja MILITANTE DO MOVIMENTO SIONISTA desde a juventude.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Jaques_Wagner

GUIDO MANTEGA
Guido Mantega (Gênova, 7 de abril de 1949) é um economista de origem judaico-italiana, atualmente no cargo de ministro de estado da Fazenda do Governo Lula.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Guido_Mantega

ALBERTO GOLDMAN
Alberto Goldman (São Paulo, 12 de outubro de 1937) é um político brasileiro, do PSDB, que, devido à candidatura de José Serra à presidência da República, é atualmente o governador do Estado de São Paulo. Já foi filiado ao PCB, MDB e PMDB.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Alberto_Goldman

PAUL SINGER
É um economista brasileiro nascido na Áustria.
Nascido numa família judaica radicada no Brasil desde 1940, Singer formou-se em eletrotécnica no ensino médio da Escola Técnica Getúlio Vargas de São Paulo, exercendo a profissão durante cinco anos. Nesse período, filiou-se ao Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo, militando no movimento sindical. Como trabalhador metalúrgico, liderou a histórica greve dos 300 mil, que paralisou a indústriA paulistana por mais de um mês, em 1953.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Paul_Singer

TARSO GENRO
É um advogado e político brasileiro de origem judaica, prefeito de Porto Alegre por duas vezes e, no governo Luiz Inácio Lula da Silva, ministro da Educação, das Relações Institucionais e da Justiça, pasta que ocupou até 10 de fevereiro de 2010,foi eleito Governador do Rio Grande do Sul em 2010.

MARCELO ITAGIBA
Filho do desembargador e ex-prefeito da cidade de Macaé, Ivanir Itagiba. Formado em Direito pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, e delegado da Polícia Federal desde 1983.

Entre outros cargos ocupados, foi assessor no Ministério da Saúde, Superintendente Regional da Polícia Federal do Estado do Rio de Janeiro e Secretário de Segurança Pública durante o governo de Rosinha Garotinho. Em 2006 foi eleito deputado federal pelo PMDB, mas no dia 2 de outubro de 2009 se filiou ao PSDB.

Judeu, Itagiba recebeu o primeiro-ministro israelense Shimon Peres em sua visita ao Brasil. Foi ainda autor de um projeto de lei criminalizando o questionamento do holocausto judeu na Segunda Guerra mundial e, consequentemente, o revisionismo histórico.

jACKSHON GROSSMAN
Trata-se do diretor-jurídico da FIERJ - Federação Israelita do Estado do Rio de Janeiro. Esteve lugado diretamente a censura e no processo contra a editora Centauro em 2006 por publicar Minha Luta e Os Protocolos dos Sábios de Sião. Uma apreensão na editora de 1600 exemplares dos Protocolos resultou em um prejuízo de R$ 40.000,00 reais.

VALTER NIGELSTEIN
O vereador Valter Nagelstein protocolou em 09 de junho, o projeto de lei, que institui a obrigatoriedade do ensino do holocausto nas escolas municipais de Porto Alegre. O ensino da matéria será incorporado ao conteúdo programático da disciplina de História.
.
O Holocausto - termo utilizado para descrever a tentativa de extermínio dos judeus na Europa nazista - teve seu fim anunciado no dia 27 de janeiro de 1945, quando as tropas soviéticas, aliadas ao Reino Unido, Estados Unidos e França na Segunda Guerra Mundial, invadiram o campo de concentração e extermínio de Auschwitz-Birkenau, em Oswiecim, sul da Polônia. Sob a doutrina racista do III Reich, cerca de 7,5 milhões de pessoas perderam a dignidade e a vida em campos de concentração, especialmente preparados para matar em escala industrial.
.
De acordo com Nagelstein é fundamental guardar esse período na memória, ainda que seja dos mais pesados da História. “Muitos jovens desconhecem esta história e as lições que advieram desta época lamentável. Portanto o ensino público tem o dever de proporcionar um melhor entendimento do assunto”, destaca.
.http://www.conib.org.br/site/?p=525

CARLOS MINC
Carlos Minc Baumfeld (Rio de Janeiro, 12 de julho de 1951) é um político e economista brasileiro.
Descendente de família judaica, aos dezoito anos, cursando o Colégio de Aplicação da UFRJ, foi vice-presidente da Associação Metropolitana dos Estudantes Secundaristas (AMES), cargo de liderança no meio estudantil em plena ditadura militar. Entre outros cargos importantes, já foi Ministro do Meio Ambiente, atualmente foi elrito Deputado Estadual no RJ.

VICTOR CIVITA
Victor Civita (Nova Iorque, 9 de fevereiro de 1907 — São Paulo, 24 de agosto de 1990) foi um jornalista e empresário judeu brasileiro.

Fundou a Editora Abril em 1950.

Seu filho, Roberto Civita, é o atual presidente do Grupo Abril.

ADOLPHO BLOCH
Adolpho Bloch (Jitomir, Ucrânia, 8 de outubro de 1908 — São Paulo, 19 de novembro de 1995) foi um dos mais importantes empresários da imprensa e televisão brasileira. Fundador do grupo de mídia que levava seu sobrenome, foi o criador da revista semanal Manchete, em 1952. E fundou em 1983 a Rede Manchete, hoje extinta. No Brasil, ele passou a assinar como Adolpho Bloch, com o ph no lugar do f em seu primeiro nome.

O fato da família Bloch ser de origem judaica fez com que se envolvessem em muitos problemas em 1917, na época da Revolução Russa. Um desses problemas era a fome, e sendo assim, junto com dezessete parentes, Adolpho Bloch deixou sua localidade natal, Jitomir, para morar em Kiev. Em 1921, deixou a Ucrânia definitivamente, chegando a morar 9 meses em Nápoles, na Itália. Somente em 1922, os Blochs chegaram ao Rio de Janeiro.

JOSÉ SAFRA
É um banqueiro magnata libanês, fundador do Banco Safra.

Originário do Líbano, onde a família tem tradição no mercado bancário, José Safra estabeleceu-se no Brasil, onde adquiriu cidadania e fundou o Banco Safra, ao lado de seus irmãos Edmond e Moisés.

Atualmente, ao lado de seu irmão Moisés, toma conta de diversos negócios, entre eles as participações na Aracruz Celulose SA (papel e celulose_ QUE MAIS DESMATA NOSSAS FLORESTAS), uma empresa telefônica em Israel e diversos bancos espalhados pelo mundo.

Também consta na lista de judeus brasileiros do Wikipédia: http://pt.wikipedia.org/wiki/Categoria:Judeus_do_Brasil

Na mais recente lista da Forbes, Safra consta como o 3ª homem mais rico do Brasil.

RENATA MALKES
Jornalista e colaboradora do jornal e da emissora Globo. Agente sionista fervorosa de dupla nacionalidade (israelita e brasileira) que chegou a alistar-se no exérito de Israel.

http://www.pletz.com/novo_opiniao/461.htmlhttp://blogdomello.blogspot.com/2009/01/correspondente-de-o-globo-ri-de-um.htmlRep%C3%B3rter da Globo no Oriente Médio serviu o exército de Israel

Correspondente da Globonews e do jornal O Globo não esconde seu desprezo pelos palestinos e diz que árabes são "burros" e "mentirosos" Antes de ser a titular do blog "O outro lado da Terra Santa (o Oriente Médio que você nunca viu)", abrigado na versão online do jornal O Globo, a carioca Renata Malkes manteve um outro blog, chamado "Balagan", que - ela mesma esclarece - significa "bagunça". Ela abandonou o blog, retirando de circulação todo o conteúdo postado. Mas, graças a uma engenhoca chamada Wayback Machine, todas as barbaridades que a jornalista escreveu de 2002 a 2007 ficaram arquivadas, para a sorte dos céticos (clique aqui para comprovar).

http://www.patrialatina.com.br/editorias.php?idprog=a92c274b8be496fb05d95033552eeddd&cod=3038

GUSTAVO IOSCHPE
Gustavo Ioschpe (Porto Alegre, 1977) é um economista com duas graduações (em Ciência política e Administração estratégica) pela Wharton School, na Universidade da Pensilvânia, e mestrado em Economia internacional e Desenvolvimento econômico, pela Universidade Yale, nos Estados Unidos da América.

Foi colunista do jornal Folha de São Paulo e atualmente é colaborador na revista Veja e colunista do jornal Zero Hora [1]. É autor do livro A ignorância custa um mundo, ganhador do Prêmio Jabuti de 2005 [2]. Seus artigos têm levantado controvérsia pela ótica com que aborda a educação. Mesmo não possuindo formação específica na área, suas opiniões se baseiam em dados e médias, o que revelaria, segundo críticos, uma leitura do sistema educacional apenas do ponto de vista econômico ou administrativo, como se tratasse de uma empresa.

De rica família, estudou em escolas particulares e graduou-se no exterior. É filho do banqueiro Daniel Ioschpe, morto em 2007, e exerceu as funções do pai a partir da década de 1990.

"Sou judeu, neto de sobreviventes do Holocausto. Devotei minha juventude à militância em movimento sionista e hoje sou casado com uma israelense. Essas circunstâncias pessoais, aliadas à curiosidade, me levaram a estudar o Oriente Médio há muito tempo. Por conta desse interesse, eu me manifestei sempre que o estado de Israel foi atacado injustamente. "http://www.luizberto.com/?p=130754

MARCIA GOLDSHMIDTH
É ou foi casada com um judeu Rothschild de onde veio seu atual sobrenome segundo a Wikipédia.

Márcia Marcelino Goldschmidt-Rothschild (nascida somente Márcia Marcelino), São Paulo, 22 de julho de 1962 é uma apresentadora de televisão brasileira.

Biografia

Márcia nasceu numa família humilde e começou a trabalhar como babá aos nove anos. Morou em Paris em meados da década de 80 onde atuou no agenciamento de artistas brasileiros que iam atuar na França. Seis anos depois, retornou ao Brasil, conheceu e se casou com o namorado, o suíço Cyril Von Goldschmidt-Rothschild e teve um filho, James, nascido no brasil, atualmente um rapaz de 15 anos.

HORÁCIO LAFER
Horácio Lafer (São Paulo, 3 de maio de 1900 — Paris, 29 de junho de 1965) foi um diplomata, político e empresário brasileiro.

Filho de judeus lituanos, durante o governo Washington Luís foi o representante do Brasil na Liga das Nações e em 1934 foi eleito deputado federal.

Em 1951, durante o último governo de Getúlio Vargas, foi ministro da Fazenda e já em 1959, no governo de Juscelino Kubitschek, foi ministro das Relações Exteriores. É tio de Celso Lafer.

Ao lado de seus primos, os Klabin, foi diretor e co-fundador da Klabin Papel e Celulose.

CELSO LAFER
Formado pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, com doutorado em Ciência Política pela Universidade de Cornell, nos Estados Unidos (1970), livre-docente em Direito Internacional Público na USP (1977) e professor titular de Filosofia do Direito da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo desde 1988.

Foi chefe do Departamento de Filosofia e Teoria Geral do Direito da Faculdade de Direito da USP, presidente do Conselho de Administração da Metal Leve. Foi ainda ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio e ministro das Relações Exteriores em duas ocasiões, em 1992 e de 2001 a 2002, nos governos de Fernando Collor [1] e no de Fernando Henrique Cardoso, além de embaixador do Brasil junto à OMC, e embaixador do Brasil junto à Organização das Nações Unidas (ONU) de 1995 a 1998.
Atualmente, é coordenador da área de Concentração de Direitos Humanos da Faculdade de Direito da USP, presidente do Conselho Deliberativo do Museu Lasar Segall, membro do GACint, ligado ao Instituto de Relações Internacionais da USP e co-editor da revista Política Externa. Integra também o Conselho de Administração de Klabin e desde 2002 é membro da Corte Permanente de Arbitragem Internacional de Haia. No dia 21 de julho de 2006, Celso Lafer foi eleito para ocupar a cadeira 14 da Academia Brasileira de Letras. Em 31 de agosto de 2007, foi nomeado pelo governador José Serra e assumiu a presidência da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo.

PATRICIA KOGUT
Patrícia Kogut (Rio de Janeiro) é uma jornalista brasileira, irmã da cineasta Sandra Kogut.

Formada em Letras e Comunicação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, trabalhou nas revistas "Fatos", "Pais & Filhos" e "Desfile" (todas editadas pelo grupo Bloch Editores, que também era detentor da Rede Manchete). Desde 1995, trabalha no jornal carioca O Globo, onde escreve a coluna diária "Controle Remoto", no "Segundo Caderno". Desde 2003, mantém um blog no website do jornal, onde comenta sobre as celebridades, a televisão e o mundo artístico em geral.

Patrícia é casada com o jornalista Ali Kamel, diretor da Central Globo de Jornalismo.

JAIME LERNER
Ex-governador do PR e ex-prefeito de Curitiba.

Nascido numa família de imigrantes judeus poloneses, Jaime Lerner estudou em escolas públicas até o secundário ingressando no curso de Arquitetura da Universidade Federal do Paraná.

.........

Durante sua gestão à frente do Governo do Paraná, foram privatizado o Banco do Estado do Paraná (Banestado) (no ano 2000), a Telecomunicações do Paraná (Telepar) (desnacionalizada junto ao sistema Telebrás em 1998), abertura de 50% do capital da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), além da concessão à iniciativa privada da Ferroeste (reestatizada em 2006) e de rodovias federais que cortam o Estado formando o Anel de Integração (em 1998). Em 2001, o Governo teve a tentativa de privatizar a Companhia Paranaense de Energia frustada pelos deputados estaduais.

BORIS CASOY
Boris Casoy (São Paulo, 13 de fevereiro de 1941) é um jornalista brasileiro. Atualmente apresenta o Jornal da Noite, na Band, além de ser um dos âncoras da rádio BandNews FM.
Último dos cinco filhos de imigrantes judeus russos que chegaram ao Brasil em 1928.
Em 1968, foi nomeado Secretário de Imprensa de Herbert Levy, Secretário de Agricultura do governo Abreu Sodré, em São Paulo, permanecendo no cargo em 1969 com a mudança do titular da pasta.
Em 1970, foi assessor de imprensa de Luís Fernando Cirne Lima, Ministro de Agricultura do governo Médici.
Em 1971 e 1972, foi secretário de imprensa do prefeito de São Paulo, José Carlos Figueiredo Ferraz.
Em 1974, ingressou na Folha de São Paulo, seu primeiro trabalho em jornal, onde foi editor de política e, apenas três meses depois, chegou a editor-chefe. Permaneceu no jornal até junho de 1976, quando saiu para dirigir a Escola de Comunicação e o setor cultural da FAAP.
Retornou ao mesmo jornal em 1977, onde passou a escrever uma coluna sobre os bastidores políticos denominada "Painel". Em setembro, tornou-se o editor responsável pelo jornal, aos 36 anos, ficando no cargo até 1984, quando voltou a ser responsável pela coluna "Painel".
O período de Bóris como editor-chefe e diretor de redação foi marcado por grandes transformações no jornal, que consolidou a sua liderança dentro da imprensa brasileira e onde chegou a ser o colunista chefe da coluna Painel, uma das mais lidas do periódico.

BORIS FAUSTO
Boris Fausto (São Paulo, 8 de dezembro de 1930) é um historiador e cientista político brasileiro.

Nascido em 1930, de uma família de imigrantes judeus, formou-se Bacharel em Direito pela Faculdade do Largo de São Francisco da Universidade de São Paulo em 1953 e mestre em 1967 pelo Departamento de História da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. Escreve freqüentemente artigos para diversos periódicos nacionais, como a Folha de S. Paulo.

Desde 1989 é professor do Departamento de Ciência Política da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP e recentemente ingressou para a Academia Brasileira de Ciências.

LUIZ ZVEITER
É desembargador do Tribunal de Justiça do Estado de Rio de Janeiro. Egresso da advocacia pelo quinto constitucional, ocupa atualmente o cargo de Presidente do Tribunal. Sua posse ocorreu em 03 de fevereiro de 2009 e seu mandato é válido por 02 (dois) anos - biênio 2009/2011.

Antes de ocupar o cargo de Presidente do Tribunal, foi Corregedor Geral da Justiça pelo biênio 2007/2009.
Foi obrigado pelo Conselho Nacional de Justiça a deixar o cargo de Presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, em virtude de ser condenado em 5 (cinco) Reclamações Disciplinares instauradas para apurar o acúmulo indevido do cargo de Presidente com o de Desembargador.

SENOR ABRAVANEL
Sílvio Santos, pseudônimo de Senor Abravanel (Rio de Janeiro, 12 de dezembro de 1930), é um administrador de empresas, apresentador de televisão e empresário brasileiro – dono do Grupo Silvio Santos (que inclui inúmeros negócios como o Baú da Felicidade e o Banco Panamericano) Braspag e do Sistema Brasileiro de Televisão. Como apresentador do duradouro Programa Silvio Santos, um dos programas mais antigos da televisão brasileira, tornou-se um dos mais consagrados e queridos ícones da televisão e do público brasileiro, sendo considerado um dos maiores empreendedores e comunicadores da história da televisão brasileira.

HERMES MARCELO HUCK
Hermes Marcelo Huck é professor titular de Direito Econômico da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. É Mestre, pela Universidade da Califórnia; Bacharel, Doutor e Livre-docente pela Universidade de São Paulo.

É pai do famoso apresentador da Rede Globo Luciano Huck.

BENJAMIN STEINBRUCH
Benjamin Steinbruch (Rio de Janeiro , 28 de junho de 1953) é um empresário brasileiro.

Formou-se em administração de empresas pela Fundação Getulio Vargas. É filho de Mendel Steinbruch, que ao lado de Jacks Rabinovich foi fundador do Grupo Vicunha, maior grupo têxtil da América latina.

No começo dos anos 90 foi incumbido de procurar novos negócios para o grupo. Entrou nas privatizações liderando os consórcios que compraram a Companhia Siderúrgica Nacional e a Companhia Vale do Rio Doce entre outras. Acabou por abrir mão de suas ações na Vale para aumentar sua participação na CSN, empresa da qual atualmente é presidente. Ocupa também a primeira vice-presidência da FIESP na gestão 2007-2011.[1]. Ele assumiu o cargo como presidente em exercício no lugar de Paulo Skaf, que se licenciou para concorrer às eleições.

Além do Grupo Vicunha e CSN sua família também tem o controle do Banco Fibra.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Benjamin_Steinbruch

DEPUTADO GERSON BERGER E VEREADORA TERESA BERGER
Gerson e Thereza Berger (pai e filha) são judeus e parlamentares da comunidade judaica do Rio de Janeiro.

http://www.youtube.com/watch?v=6ye4mzeC2C8

Essa entrevista é uma prova contundente de CRIME RELIGIOSO. Ela mesma adimite isso quando afirma que a suástica em questão era BUDISTA, mas que isso não importa, pois "trata-se de uma suástica e é isso o que importa."

CLARA ANT
É uma arquiteta brasileira e ativista política.
Ela começou sua atividade política no movimento trotskista Liberdade e luta mas posteriormente moveu-se para a centro esquerda. E tem sido uma ativista do Partido dos Trabalhadores desde seu funcionamento e foi a tesoureira do partido antes de ser eleita uma parlamentar.
Posteriormente tornou-se envolvida na ramificação Executiva do governo como administradora regional na cidade de São Paulo na gestão de Marta Suplicy. Atualmente serve como assistente Pessoal para o Presidente do Brazil Luiz Inácio Lula da Silva. Ela tem tido protagonismo na comunicação entre Lula/PT e a comunidade Judaica Brasileira.
-
http://en.wikipedia.org/wiki/Clara_Ant

HENRY SOBEL, O LADRÃO DE GRAVATAS.
Henry Sobel (Lisboa, 9 de janeiro de 1944) é um rabino norte-americano radicado há 37 anos no Brasil, onde foi presidente do Rabinato da Congregação Israelita Paulista (CIP) até outubro de 2007, quando afastou-se formalmente.

Ainda na primeira infância sua família estabeleceu-se em Nova Iorque, onde formou-se rabino em 1970. Henry Sobel é casado e tem uma filha, Alisha, nascida em 1983.

Em 1970, pouco depois de se formar, Sobel recebe e aceita o convite para ser rabino na CIP e se radica no Brasil; ele teve ao seu lado, na Congregação, os rabinos Michel Schlesinger e Yehuda Busquila.

Foi defensor dos direitos humanos no Brasil e recusou-se a enterrar o jornalista Wladimir Herzog na ala de suicidas do Cemitério Israelita, por não acreditar na versão oficial da Polícia da época.

Enquanto liderou a CIP, Sobel se tornou um porta-voz da comunidade judaica no Brasil. Sua atuação levou o rabino a ser considerado uma das maiores lideranças religiosas do país.[1] Também estabeleceu uma ponte entre as religiões cristãs e o judaísmo, participando de inúmeros cultos e eventos ecumênicos.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Henry_Sobel

SIMOM SCHWARTZMAN
(Nascido em julho de 1939, Belo Horizonte, Brasil) é um cientista social. Ele tem publicado extensivamente, muitos livros, capítulos de livros e artigos acadêmicos nas áreas de política comparada, sociologia da ciência, educação. Recebeu muitas condecorações acadêmicas

Foi professor de sociologia e ciência política no Instituto Universitário de Pesquisa do Rio de Janeiro, na USP, e UFMG, entre 1994 e 1998 foi presidente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE).
http://en.wikipedia.org/wiki/Simon_Schwartzman

MAURÍCIO WALDMAN
Maurício Waldman (São Paulo, 2 de dezembro de 1955) é um ambientalista, ativista social brasileiro.
Seu pai era um imigrante polonês e sua mãe, brasileira filha de italianos, ambos de origem judaica.
Entre os anos 80 e 1992, Waldman se notabilizou enquanto membro do Partido dos Trabalhadores (PT), elaborando documentos políticos e trabalhando na organização financeira e política do partido na cidade de São Paulo. Waldman fundou a Comissão de Assuntos Judaicos (1988) e a Secretaria dos Ecologistas (1989), ambas associadas ao Diretório Estadual do PT-SP (ou Regional, DR-SP) e além disso, integrou a Coordenação Nacional de Movimentos Populares do partido. Em 1989 foi alçado à posição de Administrador do DR-SP, a mais alta posição na burocracia partidária paulista.
Waldman tem se destacado enquanto produtor de textos voltados para diversas temáticas, a saber: ecologia e educação ambiental, recursos hídricos, Resíduos sólidos urbanos, desenvolvimento, Timor-Leste, conflito árabe-israelense, judaísmo, religião, ecumenismo, topologia, geografia, antropologia, cidadania, racismo, África Subsaariana e afro-educação, guerra na palestina, judaismo,incluindo diversos livros, artigos acadêmicos e coletâneas.

Correntemente, Maurício Waldman atua como conferencista, pesquisador, consultor e educador, responsável por cursos de capacitação e treinamento junto a empresas públicas e particulares, administrações municipais, universidades e ONG.

http://en.wikipedia.org/wiki/Maur%C3%ADcio_Waldman

BENJAMIM ZYMLER
Benjamin Zymler (Rio de Janeiro, 25 de março de 1956) é um engenheiro brasileiro. Presidente do Tribunal de contas da União.

Filho de imigrantes judeus da Polônia, Benjamin formou-se em Engenharia Elétrica pelo Instituto Militar de Engenharia. Trabalhou em Furnas Centrais Elétricas e na iniciativa privada até 1992, quando ingressou no Tribunal de Contas da União como Analista de Finanças e Controle Externo, mediante concurso público.

Formaria-se, ainda, em Direito, com mestrado, pela Universidade de Brasília. Presta novo concurso em 1996, para ao cargo de Auditor do próprio tribunal, sendo aprovado e empossado em 1998. Com a aposentadoria do ministro Bento Bugarin, foi indicado pelo presidente da república Fernando Henrique Cardoso a vaga destinada a Auditores do TCU. Aprovado pelo Senado Federal, foi empossado em 11 de setembro de 2001.

ARMÍNIO FRAGA-FÚNCIONÁRIO DE GEORGE SOROS
Homem de confiança de Geoge Soros.
Armínio Fraga Neto (Rio de Janeiro, 20 de julho de 1957) é um economista brasileiro. Foi presidente do Banco Central do Brasil de 1 de março de 1999 a 17 de janeiro de 2003 durante o governo de Fernando Henrique Cardoso.
Anteriormente, ocupou durante seis anos o cargo de diretor-gerente da Soros Fund Management LLC em Nova Iorque. Durante 1991-92, Fraga ocupou o cargo de membro da Junta de Diretores e diretor do Departamento de Assuntos Internacionais do Banco Central do Brasil. Fraga também trabalhou na Salomon Brothers em Nova Iorque e no Banco de Investimentos Garantia, no Brasil.
Atualmente, Fraga é o principal acionista de um grupo de investimentos chamado Gávea Investimentos (Gávea Investimentos é um banco de investimento privado - private equity - brasileiro fundado em 2003 por Arminio Fraga e Luiz Fernando Figueiredo, amigos da época em que trabalharam juntos no Banco Central. Fica sediado no Rio de Janeiro entre outras participações a gavea é uma dos controladores da rede de comidas rápidas McDonalds no Brasil), além de ser membro do conselho de administração do Unibanco.
Também tem sido membro de prestigiosas organizações internacionais incluindo: O Grupo dos Trinta, o Conselho de Relações Internacionais, a Junta de Assessores ao Presidento do Foro de Estabilidade Financeira, a Junta Assessora de Pesquisas do Banco Mundial, o Diálogo InterAmericano e a Junta de Diretores de Pro-Natura (Estados Unidos).
Em 7 de maio de 2007, o prêmio Nobel de Economia Joseph Stiglitz disse que a crise enfrentada atualmente pelo Banco Mundial poderia acabar com a repartição entre americanos e europeus das presidências da organização e do Fundo Monetário Internacional (FMI) e indicou Armínio Fraga como um nome que possui os critérios para presidir o BIRD.

JACOB SAFRA
Jacob Safra era pai de Edmond Jacob Safra, de Joseph Safra e de Moise Safra. Em 1920, abriu o Banco Jacob E. Safra. Em 1955, com seu filho Edmond, fundou a primeira instituição financeira brasileira, os irmãos controlam o sexto maior banco privado do País, o Safra. Joseph vem acelerando os negócios internacionais da família, muito além das fronteiras americanas. Agora estão no ramo das telecomunicações. Em Israel apostaram com sucesso na empresa de telefonia celular Cellcom. Por meio da BellSouth, no Brasil investiram na BCP (que foi vendida para a Claro) e no México na America Movil. Eles ainda mantem a participação na empresa Aracruz Cellulose.


"EU NÃO ACREDITO EM COINCIDÊNCIAS, RECORRENTES." E você?

Devemos lembrar que após a derrota dos Nazistas que, independente de seus crimes , já levantavam essa questão, alertando o mundo sobre o cerco judeu. Vale lembrar também que, após a derrota Nazista, o mundo foi dividido entre dois judeus sionistas, como ambos se declararam: STÁLIN-URSS e ROOSEVELT-EUA; fica difícil acreditar em meras coincidências.

5 comentários:

  1. Hitler e o mundo não conseguiram tudo o que queria!

    ResponderExcluir
  2. Caro TON , gostei de teu blog, ele fala muitas verdades sobre os judeus, principalmente no Brasil, e a maior delas é que pelos Ilustres nomes que você cita a cima, percebe-se que pelo menos 90% dos empregos dados a todos nós é devido a iniciativa de grandes Brasileiros de horigem JUDAICA.
    D e oje em diante vou sempre agradecer aos judeus por ter um emprego e poder sustentar minha familia.

    Agradeço em nome de jesus tuas informações sobre os decendentes deste povo tão enigmático e desenvolvedor.

    ResponderExcluir
  3. A meGaLOBO RACISMO? A violência do preconceito racial no Brasil personagem (Uma negra degradada pedinte com imagem horrenda destorcida e bosalizada é a Adelaide do Programa Zorra Total, Rede Globo do ator Rodrigo Sant’Anna? Ele para a Globo e aos judeus é engraçado, mas é desgraça para nós negros afros indígenas descendentes, se nossas crianças não tivessem sendo chamadas de Adelaidinha ou filha, neta e sobrinha da ADELAIDE no pior dos sentidos, é BULLIYING infeliz e cruel criado nos laboratórios racistas do PROJAC (abrev. de Projeto Jacarepaguá, como é conhecida a Central Globo de Produção) é o centro de produção da Rede Globo que é dominado pelos judeus Arnaldo Jabor, Luciano Huck,Tiago Leifert, Pedro Bial, William Waack, William Bonner, Mônica Waldvogel, Sandra Annenberg Wolf Maya, Daniel Filho e o poderoso Ali Kamel diretor chefe responsável e autor do livro Best seller o manual segregador (A Bíblia do racismo,que ironicamente tem por titulo NÃO SOMOS RACISTA baseado e num monte de inverdades e teses racistas contra os negros afro-decendentes brasileiros) E por Maurício Sherman Nisenbaum(que Grande Otelo, Jamelão e Luis Carlos da Vila chamavam o de racista porque este e o Judeu racista Adolfo Block dono Manchete discriminavam os negros)responsável dirige o humorístico Zorra Total Foi o responsável pela criação do programa e dos programas infantis apresentados por Xuxa e Angélica, apresentadoras descobertas e lançadas por ele no seu pré-conceitos de padrão de beleza e qualidade da Manchete TV dominada por judeus,este BULLIYING NEGLIGENTE PERVERSO que nem ADOLF HITLER fez aos judeus mas os judeusionistas da TV GLOBO faz para a população negra afro-descendente brasileira isto ocorre em todo lugar do Brasil para nós não tem graça, esta desgraça de Humor,que humilha crianças é desumano para qualquer sexo, cor, raça, religião, nacionalidade etc.o pior de tudo esta degradação racista constrangedora cruel é patrocinada e apoiada por o Sr Ali KAMEL (marido da judia Patrícia Kogut jornalista do GLOBO que liderou dezenas de judeus artistas intelectuais e empresários dos 113 nomes(Contra as contra raciais) com o Senador DemóstenesTorres que foi cassado por corrupção) TV Globo esta mesma que fez anuncio constante do programa (27ª C.E. arrecada mais de R$ 10,milhões reais de CENTARROS para esmola da farsa e iludir enganando escondendo a divida ao BNDES de mais de 3 bilhões dollares dinheiro publico do Brasil ) que tem com o título ‘A Esperança é o que nos Move’, o show do “Criança Esperança” de 2012 celebrará a formação da identidade brasileira a partir da mistura de diferentes etnias) e comete o Genocídio racista imoral contra a maior parte do povo brasileiro é lamentável que os judeus se divirtam com humor e debochem do verdadeiro holocausto afro-indigena brasileiro é lamentavel que o Judeu Sergio Groisman em seu Programa Altas Horas e assim no Programa Encontro com a judia Fátima Bernardes riem e se divertem. (A atriz judia Samantha Schmütz em papel de criança no apoteótico deste estereótipo desleal e cruel se amedronta diante aquela mulher extremem ente feia) para nós negros afros brasileiros a Rede GLOBO promove incentivo preconceito raciais que humilha e choca o povo brasileiro.Taryk Al Jamahiriya. Afro-indigena brasileira da Organização Negra Nacional Quilombo ONNQ 20/11/1970 – REQBRA Revolução Quilombolivariana do Brasil quilombonnq@bol.com.br

    ResponderExcluir
  4. O dinheiro que manda.
    Independente se são Judeus ou não.
    Somos todos escravos do capitalismo.

    ResponderExcluir
  5. O dinheiro que manda.
    Independente se são Judeus ou não.
    Somos todos escravos do capitalismo.

    ResponderExcluir